Como consertar fonte nominal ATX

e seus principais defeitos

Henrique Pita

Conhecendo os defeitos mais comuns em fontes ATX

identifique os possíveis problemas para poder tentar resolver

Como consertar uma fonte nominal não é tão difícil, ainda mais se quem está tentando consertar não tenha nenhuma noção de eletrônica. Gastando muito pouco você pode fazer sua fonta voltar a funcionar. Mas vamos dar uma volta nesse detalhe e eliminar os problemas clássicos.

Vamos ver quais são alguns detalhes que fazem toda a diferença nesse tipo de reparos.

Primeiramente devemos trabalhar com segurança. Checar se tudo está nos devidos lugares para poder testar se a fonte que queremos usar está funcionando ou não. Então vamos fazer isso de modo seguro para a placa mãe, até mesmo para não correr o risco de estragá-la.

Fique atento em todos os detalhes

identifique possíveis problemas visualmente

Observar a chave seletora

A observação fundamental sobre toda e qualquer fonte, seja ela nominal ou real é, com a fonte desprendida da placa mãe, checar se a chave seletora de energia está marcando a rede de 115 V ou 220 V. Até mesmo para evitar algum erro na hora de ligá-la na rede elétrica.

A rede elétrica residencial normalmente no Brasil é a monofásica então atenção: se sua chave seletora estiver marcada de forma errada poderá queimar seu equipamento e se a mesma estiver conectada à placa mãe, pode ser que outros problemas ocorram, como queimar sua placa. O cuidado com o equipamento é fundamental.

Por isso não se descuide do seu foco. E não dê margens a erros. Erros “bobos” não podem acontecer e não pode haver displicência.


Fusível queimado

Se sua fonte não liga, o problema mais comum de encontrarmos em uma fonte é um fusível queimado ao abrir a fonte. Se o fusível estiver com aparência acinzentada é provável que ele esteja queimado, ou sujo. Por isso veja bem. Observe isso direitinho.

Se for o fusível, substitua por outro. É bem barato e você encontra fusíveis em lojas de eletrônica por todo lugar. Compre mais de um e não esqueça de apresentar o fusível que deseja ao balconista ou vendedor da loja.


Termistor aparentemente destruído

Uma outra peça que dá bastante problema é o termistor. Ele é revestido por cerâmica e pode variar cores e tamanhos, mas a função é a mesma sempre, receber a energia elétrica e enviá-la para a fonte para ele redistribuir. Ele fica normalmente próximo ao fusível.

Se ele receber bastante energia e não puder redirecioná-la, como nos casos de queda de energia, ele vai acabar recebendo carga extra, que faz com que seu revestimento de cerâmica não aguente tal temperatura. E vai parecer que está queimado ou quebrado.


Outros possíveis problemas:

sujeira e mal contato

Uma das maiores causas de problemas com equipamentos eletrônicos são a sujeira, o mal-contato e soldas frias. Observe bem o estado de seu equipamento. Faça limpeza regularmente em todo ele. Um exemplo de problema com sujeira na fonte é quando o cooler da fonte fica agarrando e não roda direito ou faz bastante barulho.

Se ele receber bastante energia e não puder redirecioná-la, como nos casos de queda de energia, ele vai acabar recebendo carga extra, que faz com que seu revestimento de cerâmica não aguente tal temperatura. E vai parecer que está queimado ou quebrado.


Resumo:

Os problemas mais comuns estão relacionados ao fusível, ao termistor e à sujeira. Se não for estes podem ser outros, como capacitores. Mas se você não em um aparelho para testar capacitores, talvez seja melhor comprar uma nova fonte e retirar o fusível e o termistor antes de jogar fora.

Espero que tenham gostado das dicas. Estas se resumem a minha experiência fazendo manutenção em fontes e este conteúdo aqui é para dar uma direção sobre o que pode fazer em casos de reparos de fontes nominais. Continuem lendo os artigos do blog.


Teste a fonte antes de conectá-la à placa-mãe

certifique-se de que a vota esteja funcionando bem

Para que não corra o risco de danificar sua placa mãe e também de não perder tempo, vou ensinar aqui como ligar uma fonte à energia elétrica sem necessitar conctar à placa mãe para fazer um teste e saber se ela liga ou não liga. 

Como já foi dito anteriormente é que você deve estar ciente sobre a energia que é gerada na tomada a qual irá conectar o equipamento. Certifique-se se a chave seletora está corretamente configurada de acordo com a voltagem.

Testando a fonte sem conectar na placa mãe

Para você testar a sua fonte é necessário que você faça uma ponte de energia entre a sua rede e seu equipamento como corrente contínua.

O procedimento será você ligar o cabo de força à rede elétrica. Fazer com um fio ou mesmo um pedaço de solda uma ponte para fazer uma ponte. Uma espécie de ligação direta ou manha para a corrente ser contínua. Você vai conectar este ao terminal de fio verde e ao de fio preto que ficam um ao lado do outro no conector da fonte que é ligado à placa-mãe.  Se estiver tudo certo sua fonte vai ligar e você vai perceber quando ver e ouvir o bagulho do cooler da fonte rodar.

Atenção: Fique atento pois não significa que a fonte ligou, o cooler rodou corretamente, que a fonte está boa.

Lembre-se de tomar cuidado com a rede elétrica e se não tiver certo do que esteja fazendo é melhor não fazer. Se tiver dúvidas não faça nada.

Aprenda mais dicas de informática

não perca tempo, ganhe conhecimento. Aprenda mais informática.